Connect with us

Internacional

Rússia, sobre ação da Otan: ‘Retorno da Guerra Fria’

Published

on

Rússia, sobre ação da Otan: ‘Retorno da Guerra Fria’

[ad_1]

Alexander Grushko, vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, declarou que o exercício militar da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) marca um “retorno irrevogável” da Guerra Fria.

+ Leia mais notícias de Mundo em Oeste

A Otan anunciou na quinta-feira 18 o seu maior exercício militar desde a Guerra Fria, batizado Steadfast Defender 2024. Conforme o canal CNN Brasil, o projeto envolve cerca de 90 mil soldados.

Nesse domingo 21, Grushko disse à agência de notícias estatal russa RIA que “esses exercícios são outro elemento da guerra híbrida que o Ocidente desencadeou contra a Rússia”.

Leia também: “Otan realiza maior exercício militar desde a Guerra Fria e simula ataque contra a Rússia”

“Um exercício dessa escala marca o regresso final e irrevogável da Otan aos esquemas da Guerra Fria.”

Documento da Otan identificou a Rússia como “ameaça significativa”

A Otan não mencionou diretamente a Rússia em seu anúncio. No entanto, o documento identifica o país como a ameaça mais significativa e direta à segurança da organização.

Em 2022, a Rússia invadiu a Ucrânia como uma forma de “reivindicar” as terras “pertencentes aos russos”.

Então, o ministro Sergei Lavrov, dos Negócios Estrangeiros da Rússia, acusou o “Ocidente coletivo” de conduzir uma “guerra híbrida” contra o país. As acusações se baseiam na ajuda financeira e militar da organização à Ucrânia.

Sergei Lavrov
Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov | Foto: Reprodução/Flickr

Chefe da Otan avisa que se prepara para conflito com os russos

Com os rumores de um possível conflito com a Rússia, o almirante holandês Rob Bauer, presidente do comitê militar da Otan, declarou que a organização já se prepara para uma guerra.

“A população civil deve se preparar para o fato de que uma guerra poderá eclodir com a Rússia nos próximos 20 anos”, disse o militar, segundo o site da entidade, em declarações dadas na quarta-feira 17 e na quinta-feira 18. Segundo Bauer, a organização deve compreender que sua “existência pacífica” não é um dado adquirido, assim, eles devem estar preparados para um conflito com a Rússia.

O presidente do comitê militar da Otan esclareceu que essa preparação não significa necessariamente que haverá um conflito. Ele diz que é preciso que o bloco esteja atento.

+ Leia a nota completa aqui


Estêvão Júnior é estagiário da Revista Oeste em São Paulo. Sob a supervisão de Bruno Lemes

[ad_2]

Continue Reading
Advertisement
Clique para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Revista Plateia © 2024 Todos os direitos reservados. Expediente: Nardel Azuoz - Jornalista e Editor Chefe . E-mail: redacao@redebcn.com.br - Tel. 11 2825-4686 WHATSAPP Política de Privacidade