Connect with us

Música

Imperatriz Leopoldinense 2023 – Samba Concorrente

Published

on

Imperatriz Leopoldinense 2023 – Samba Concorrente

[ad_1]

C7           F       Bb       F 
Pelos cantos do Sertão, vagueia, vagueia 
          Dm           G7        C7       F 
Tal qual barro feito a mão misturado na areia 
       C7           F       Bb       F 
Pelos cantos do Sertão, vagueia, vagueia 
          Dm           G7        C7       F 
Tal qual barro feito a mão misturado na areia 

Bb          F                   Dm 
Quando a sanfona chora, mandacaru aflora 
       Eb                F7      Bb 
Bate zabumba tocando no meu coração 
       Bb           Bbm              F 
Leopoldinense, cangaceira, minha escola 
D7         G7          C7       F 
  Eis o destino do valente Lampião! 
Bb          F                   Dm 
Quando a sanfona chora, mandacaru aflora 
       Eb                F7      Bb 
Bate zabumba tocando no meu coração 
       Bb           Bbm              F 
Leopoldinense, cangaceira é minha escola 
D7        G7          C7        F   C7 
  Eis o destino do valente Lampião! 

        Fm         Bbm        Fm 
Imperatriz veio contar para vocês 
        Eb             Fm 
Uma história de assombrar 
      Eb          Fm  F# 
Tira sono mais de mês 
       Fm          Bbm         Fm 
Imperatriz veio contar para vocês 
                     Gm7(5-) 
Uma história de assombrar 
      C7          Fm  C7 
Tira sono mais de mês 

         Fm             Bbm         Fm 
Disse um cabra que nas bandas do Nordeste 
         F7                     Bbm 
Pilão deitado se achegava com o bando 
         Eb7        C7            Fm 
Vinha no rifle de Corisco e Cansanção 
                  Gm7(5-)    C7         Fm 
Junto de Cirilo Antão, Virgulino no comando 
          Eb7                 Ab 
Deus nos acuda, todo povo aperreado 
               Gm7(5-)  C7  F7(4) F7 
A notícia corre céu e chão rachado 
    Bbm        Eb7          Ab 
Rebuliço no olhar de um mamulengo 
    C#7         Gm7(5-)      C7       Fm 
Era dia vinte e oito e lagrimava o sereno 

           Fm  Db 
E foi-se então, adeus, capitão! 
               Bbm 
No estouro do pipoco 
                    C7 
Rola o quengo do caboclo 
                     Fm   C7 
A sete palmos desse chão 
           Fm  Db 
E foi-se então, adeus, capitão! 
               Bbm 
No estouro do pipoco 
                    C7 
Rola o quengo do caboclo 
                    Fm 
A sete palmos desse chão 

       C7         Fm         Bbm          Fm 
Nos confins do submundo onde não existe inverno 
                  Bbm      Eb7       Ab 
Bandoleiro sem estrada pediu abrigo eterno 
                Bbm 
Atiçou o cão catraz, fez furdunço 
   Gm7(5-)     C7           Fm 
E Satanás expulsou ele do inferno 
             Bbm               Eb7 
O jagunço implorou um lugar no céu 
         Ab       C7       Fm 
Toda santaria se fez de bedel 
                   F#                    Fm 
Cabra macho excomungado de tocaia num balão 
                  Gm7(5-)    C#7        F 
Nem rogando a Padim Ciço ele teve salvação 

       C7           F       Bb       F 
Pelos cantos do Sertão, vagueia, vagueia 
          Dm           G7        C7       F 
Tal qual barro feito a mão misturado na areia 
       C7           F       Bb       F 
Pelos cantos do Sertão, vagueia, vagueia 
          Dm           G7        C7       F 
Tal qual barro feito a mão misturado na areia 

Bb          F                   Dm 
Quando a sanfona chora, mandacaru aflora 
       Eb                F7      Bb 
Bate zabumba tocando no meu coração 
       Bb           Bbm              F 
Leopoldinense, cangaceira, minha escola 
D7         G7         C7        F 
  Eis o destino do valente Lampião! 

Bb          F                   Dm 
Quando a sanfona chora, mandacaru aflora 
       Eb                F7      Bb 
Bate zabumba tocando no meu coração 
       Bb           Bbm              F 
Leopoldinense, cangaceira é minha escola 
D7          G7        C7        F     C7 
  Eis o destino do valente Lampião! 

        Fm         Bbm        Fm 
Imperatriz veio contar para vocês 
        Eb             Fm 
Uma história de assombrar 
      Eb          Fm  F# 
Tira sono mais de mês 
       Fm          Bbm         Fm 
Imperatriz veio contar para vocês 
                     Gm7(5-) 
Uma história de assombrar 
      C7          Fm  C7 
Tira sono mais de mês 
         Fm             Bbm         Fm 
Disse um cabra que nas bandas do Nordeste 
         F7                     Bbm 
Pilão deitado se achegava com o bando 
         Eb7        C7            Fm 
Vinha no rifle de Corisco e Cansanção 
                  Gm7(5-)    C7         Fm 
Junto de Cirilo Antão, Virgulino no comando 

          Eb7                 Ab 
Deus nos acuda, todo povo aperreado 
               Gm7(5-)  C7  F7(4) F7 
A notícia corre céu e chão rachado 
    Bbm        Eb7          Ab 
Rebuliço no olhar de um mamulengo 
    C#7         Gm7(5-)      C7       Fm 
Era dia vinte e oito e lagrimava o sereno 
           Fm  Db 
E foi-se então, adeus, capitão! 
               Bbm 
No estouro do pipoco 
                    C7 
Rola o quengo do caboclo 
                     Fm   C7 
A sete palmos desse chão 
           Fm  Db 
E foi-se então, adeus, capitão! 
               Bbm 
No estouro do pipoco 
                    C7 
Rola o quengo do caboclo 
                    Fm 
A sete palmos desse chão 
       C7         Fm         Bbm          Fm 
Nos confins do submundo onde não existe inverno 
                  Bbm      Eb7       Ab 
Bandoleiro sem estrada pediu abrigo eterno 
                Bbm 
Atiçou o cão catraz, fez furdunço 
   Gm7(5-)     C7           Fm 
E Satanás expulsou ele do inferno 
             Bbm               Eb7 
O jagunço implorou um lugar no céu 
         Ab       C7       Fm 
Toda santaria se fez de bedel 
                   F#                    Fm 
Cabra macho excomungado de tocaia num balão 
                  Gm7(5-)    C#7        F 
Nem rogando a Padim Ciço ele teve salvação 

       C7           F       Bb       F 
Pelos cantos do Sertão, vagueia, vagueia 
          Dm           G7        C7       F 
Tal qual barro feito a mão misturado na areia 
       C7           F       Bb       F 
Pelos cantos do Sertão, vagueia, vagueia 
          Dm           G7        C7       F 
Tal qual barro feito a mão misturado na areia 
Bb          F                   Dm 
Quando a sanfona chora, mandacaru aflora 
       Eb                F7      Bb 
Bate zabumba tocando no meu coração 
       Bb           Bbm              F 
Leopoldinense, cangaceira é minha escola 
D7        G7          C7        F 
  Eis o destino do valente Lampião! 
Bb          F                   Dm 
Quando a sanfona chora, mandacaru aflora 
       Eb                F7      Bb 
Bate zabumba tocando no meu coração 
       Bb           Bbm              F 
Leopoldinense, cangaceira é minha escola 
D7        G7          C7        F 
  Eis o destino do valente Lampião! 
        Fm         Bbm        Fm 
Imperatriz veio contar para vocês 
        Eb             Fm 
Uma história de assombrar 
      Eb          Fm  F# 
Tira sono mais de mês 
        Fm         Bbm        Fm 
Imperatriz veio contar para vocês 
                     Gm7(5-) 
Uma história de assombrar 
      C7          Fm 
Tira sono mais de mês

[ad_2]

Continue Reading
Advertisement
Clique para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Revista Plateia © 2024 Todos os direitos reservados. Expediente: Nardel Azuoz - Jornalista e Editor Chefe . E-mail: redacao@redebcn.com.br - Tel. 11 2825-4686 WHATSAPP Política de Privacidade